Sunday, August 22, 2010

Eu fui à Volta a Portugal em Bicicleta 2010

Col du Tourmalet...


É uma mítica subida em França, a etapa rainha do Tour...


Uma subida de 19 Km em que se sobe cerca de 1404m, com uma inclinação média de 7,4%, atingindo 10.2% perto do cume...


Será que eu podia subir ao Tourmalet?
Poder até podia... mas preferi subir à Sra. da Graça!!!!

Se formos a ver é parecido...
Sempre são 8Km para escalar cerca de 900 metros. E com inclinações dignas do nome "PAREDE"!!!!

E como tudo começou?
Com um simples e-mail a convidar para participar na etapa da volta que é feita no dia de descanso. E sem ter que pagar a inscrição.
Depois de arranjar mais uma vítima, neste caso o Rui, estavam reunidas todas as condições para mais uma aventura.
Em tempos de crise... e de graça, vamos lá à Sra. da Graça (ééééh, que grande tracadilho... trocodilha... trocadilho?)

Lá tive mais uma vez que abichanar a minha menina e meter-lhe aqueles pneus estranhamente finos.



Ainda bem que ela não levou a mal e não me atirou nenhuma vez ao tapete!!!

Quando chegamos, o circo já estava montado. Centenas de bicicletas e seus cavaleiros pairavam já, prontos para devorar quilómetros. Toca a ir buscar os dorsais, e fazer as afinações finais! Olha, até rimou...


E claro, exercício sem aquecimento não pode ser!
Como podem ver fiquei ao rubro... pena foi estar sem bicicleta. Mas aquele Jersey apertadinho, levou-me à quase loucura. Mais 30 segundos com ele vestido e trocava a minha bike por uma de estrada!!!! Sai demónio,sai!!!



E fomos.
Tiro de partida (2 pardais, um coelho e 3 javalis em cheio), e a malta arrancou feita louca, como se não houvesse amanhã. Aqui o objectivo foi não cair para não ser espezinhado por centenas de loucos corredores que queriam ir todos na frente.
A mim também não me agradou a visão deste carro estranho, chamado "carro dos gajos que dão o berro e têm que ir de boleia, já que não aguentam das pernas"




Estava na hora de mostrar o que realmente valíamos... E lentamente fomos ficando no nosso verdadeiro lugar... Á frente do carro vassoura.
O Rui foi subitamente atacado pelo síndroma de "âncora" e ficou pesado, pesado, arrastando-nos cada vez mais para o fundo... Ainda assim lutou por 50Km até chegar a Mondim de Basto.

Estava na hora de libertar o animal que há em mim e atacar aquela subida. Afinal este era o meu verdadeiro e único objectivo. Chegar lá acima. E de bicicleta.



Não ia ser o facto de ir sozinho, estarem 38 graus de temperatura, e me ter acabado a água que me iam fazer desistir.
Mas aquela visão da Sra. da Graça lá no cimo, que parecia estar cada vez mais longe, aquelas curvas que apenas levavam a uma subida cada vez maior, o raio do conta quilómetros, que em vez de contar, andava para trás, quase, quase me faziam... mas afinal sou um homem ou quê? Mas qual desistir, qual carapuça!!! Pedala, raios, que esta subida TÊM que acabar!



No meio do desespero e do suor, uma visão... uma placa a dizer... 150 metros! !150 METROS!! 150 METROS!!!


Ainda não estava em mim e outra placa 125 METROS! 100 METROS! 75 METROS! e milagre... 25 metros...






E a meta finalmente. E o Sorriso da minha esposa e o apoio dos meus sogros que quase me levaram a pensar que tinha chegado em primeiro!


Estava cumprido mais um objectivo... só faltou espetar a bandeira no cume qual João Garcia. Mas já não tinha forças...



Parabéns à organização e a todos que chegaram ao cimo, especialmente a este exemplo de uns saudáveis 77 anos!



Aos outros que cortaram caminho (cerca de 30 Km), e que subiram agarrados aos carros... fiquem em casa, comprem uma Wii e deixem pedalar quem gosta!


5 comments:

Sónia said...

Eu estava lá a ver e fiquei ORGULHOSA!! Parabéns!!

Bruno said...

Amanha vamos fazer o Col du Tourmalet...
ehehhe nao, senao ainda te arrependes... Parabens, o que fizes-te nao é para todos...

Helder Rodrigues said...

Grande Ricardo, ao ler este teu relato lembrei-me de uma ideia que tive sei lá à quanto tempo sobre subir à serra...mas se calhar não é lá grande ideia, tenho que começar a retomar os treinos já lá vai tanto tempo que acho que vou ter que meter outra vez as rodinhas laterais LOL...mas tem de ser já não suporto o olhar da bike sempre que entro na garagem, se ela me pudesse fazer mal ui, ui.

Abraço

Ricardo said...

Grande Hélder, essa ideia também ainda não me saiu da cabeça!
Nem os passeios de um grupo outrora grandioso chamado Gaiacyles... tira lá o pó à tua menina, põem-lhe as rodinhas e vais ver que que ela perder a vontade de te fazer mal!
Abraço!

Jorge de Sousa said...

Assim é que é. Um verdadeiro BTTista a fazer ver os rodinhas. LOL.
Só foi pena mais ninguém ter ido.
Fica já aqui o convite a quem estiver interessado, Volta a Portugal 2011 por isso toca a voltar aos treinos para não fazer figurinhas.
Abraço